sexta-feira, 23 de junho de 2017

56 EXPO CAVIL EM BOM JESUS DO ITABAPOANA - RJ





Começa hoje o Festival Gastronômico Pádua Gourmet


Chegou o dia mais aguardado pelos amantes da gastronomia e boa música, bem como daqueles que buscam um final de semana pra lá de animado na Região Noroeste Fluminense. Começa hoje, 23, o Festival Gastronômico Pádua Gourmet em Santo Antônio de Pádua/RJ, no Parque de Exposições. O evento, com entrada gratuita, acontece durante todo o fim de semana, encerrando-se no domingo, 25.
O Festival Gastronômico irá reunir os melhores restaurantes da cidade e região, além de food trucks e food bikes. Cada estabelecimento irá oferecer o ‘prato festival’, com valor fixo de R$ 20. Além de deliciosos pratos, a programação musical no Palco SESC promete agitar o Festival, com a Banda BR-356, Banda Movimento Urbano, Grupo Tendências, Banda Hey, Banda Charada Carioca, Jazz in Tape e Banda O Salto (confira os dias e horários da programação).
A programação do Espaço Gastronômico Banco Rio de Alimentos também promete ser bastante concorrida, com oficinas utilizando produtos típicos da região, evidenciando a prática de aproveitamento integral dos alimentos. Já na Área Infantil SESC, muitos brinquedos, gincanas, jogos e atividades voltadas para o lazer, além de atividades físicas e recreativas, evidenciado noções de cidadania e cultura.
Bruno Pires, diretor executivo da B2B Empreendimentos, empresa que organiza o Festival, acredita que o evento será um grande sucesso. “Nossa expectativa é que o Festival Gastronômico Pádua Gourmet repita o sucesso dos outros festivais. Tudo foi planejado nos mínimos detalhes, com o intuito de agradar a todos, até os mais exigentes”, brinca.
Ele ainda aproveitou a oportunidade para fazer um convite. “Nós trabalhamos muito para oferecer esse espaço maravilhoso aos moradores de Pádua e visitantes. Venha curtir o melhor da gastronomia regional, música de excelente qualidade, diversão para as crianças e muitas outras atrações! É uma programação bastante variada, para curtir com a família e amigos. Fica a dica para o final de semana e o nosso convite para você aproveitar o Festival Gastronômico Pádua Gourmet”, finaliza Bruno.
HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO
Fiquem atentos ao horário de funcionamento do Festival! Na sexta-feira (23), a abertura será às 17h e o encerramento à 01h. No sábado (24), das 12h à 01h e, no domingo (25), das 12h às 20h. O Festival Gastronômico Pádua Gourmet é organizado pela B2B Empreendimentos, com apoio da Prefeitura de Santo Antônio de Pádua; Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento; e Sincomércio Itaperuna. Oferecimento do Sistema FECOMÉRCIO/SESC.
Programação020907050302040608Programação01
Informação: Eusébio Dornellas | Agência Comuniqque – www.comuniqque.com
Fotos: divulgação B2B Empreendimentos e blog Acontecimentos

‘Esgoto’ tem sido um dos grandes problemas em Itaperuna - RJ


Itaperuna, RJ – O tema “esgoto” tem sido constantemente questionado pela população, em inúmeros pontos da cidade. Além disso, vem demonstrando ser um dos grandes problemas atuais no município de Itaperuna, que precisa urgentemente de solução.
Em praticamente todas as sessões da Câmara Municipal, vereadores falam sobre o assunto, solicitando o melhoramento na rede de esgoto em diversos bairros e distritos.
A reclamação tem acontecido também via redes sociais e sites de notícias, como o exemplo abaixo, de uma leitora reclamando do vazamento de esgoto na Rua Paulo de Oliveira, nas proximidades do nº 911, Bairro Aeroporto.
Veja o relato da moradora!
“Essa rua está sempre desse jeito, peço que publique para que tomem alguma providência, pois, há muitas crianças brincando por perto. Fica próximo ao Mercado Tabajara, esquina com a rua do campo de aviação”.
esgoto
Com informações e fotos do blog do Adilson Ribeiro

Seis feridos em acidente envolvendo ambulância de Bom Jesus do Itabapoana na RJ 186

Pelos menos seis pessoas ficaram feridas em acidente na tarde desta quinta-feira (22), envolvendo uma ambulância da Secretaria Municipal de Saúde de Bom Jesus do Itabapoana.
De acordo com informações da polícia, o servidor público que conduzia a viatura Peugeot Citroen, quando na altura do quilômetro 94 da RJ 186, nas proximidades da comunidade de Bom Jardim, perdeu o controle da direção do veículo, saiu da pista e despencou em uma área de pastagem.
Bombeiros e a equipe de resgate do Hospital São Vicente de Paulo, socorreram as vítimas até Bom Jesus e ao São José do Avaí, em Itaperuna.
Além do condutor, deram entrada nas unidades de saúde, os passageiros Edilei Borges dos Santos, Marciana da Silva Pessanha, Gleice Pessanha Macharete, Marcia da Silva Pessanha, Denilza de Souza Silva e Thalya dos Santos Flausino.
Não há informações sobre o estado de saúde das vítimas. Através de nota, a Secretaria de Saúde de Bom Jesus do Itabapoana, lamentou o acidente e afirmou que prestará assistência a todos os envolvido, mas, contudo, não comentou a superlotação da ambulância, que de acordo com testemunhas, transportava oito pessoas, o que é proibido pelo Código de Trânsito Brasileiro.
amb1
Rádio Natividade
Fotos: Blog Alan Gonçalves

Mar avança mais em Atafona: o fenômeno natural é assustador

Distrito de São João da Barra aguarda liberação de verbas para conter a erosão








Década após década, um fenômeno aterroriza Atafona, em São João da Barra, no litoral norte do Estado do Rio. Desde os anos de 1960, o distrito sofre com os efeitos nocivos da erosão, que tem sido responsável pelo desaparecimento de grande faixa de terra, ‘engolindo’ sem cerimônia residências e estabelecimentos comerciais.


Para ter uma dimensão do estrago que ocorre ao longo dos últimos 50 anos, cerca de 14 quarteirões de Atafona já foram destruídos pelo processo erosivo e a ação das ondas do mar. O cálculo é do Instituto Nacional de Pesquisas Hidroviárias (INPH). Não por acaso, a Defesa Civil de São João da Barra recentemente deu início a novo processo para diminuir os impactos do avanço do mar.
Para tanto, foram utilizados 800 sacos de areia em um trecho de aproximadamente 60 metros nas imediações da Rua Minervina da Silva Pereira. É lá que o processo erosivo tem ocorrido com maior intensidade. De acordo com o coordenador de Defesa Civil, Adriano Assis, uma nova frente de trabalho também está prevista para a região do Pontal. “Mas não é uma ação definitiva e, sim, emergencial”, pondera ele.
Conforme o coordenador de Defesa Civil de São João da Barra, o órgão tem realizado o monitoramento das marés no trecho compreendido entre o Pontal e o Açu. O objetivo é evitar que a rotina dos moradores e comerciantes locais seja afetada pelo processo de erosão. “Esse trabalho, portanto, visa impedir que a rua fique alagada e com acúmulo de areia do mar”, esclarece Adriano Assis.
SOLUÇÕES
Para a Prefeitura de São João da Barra, existem duas soluções para conter o avanço do mar. Uma delas, a execução do projeto de Proteção e Restauração da Praia de Atafona, realizado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Hidroviárias (INPH). Orçado entre R$ 140 milhões e R$ 180 milhões, contempla sistema de estruturas de proteção com nove espigões enraizados na praia e um aterro hidráulico.
Outra solução é a dragagem de trecho do Rio Paraíba do Sul, especificamente na Ilha do Cardoso, para amenizar os problemas causados pelo assoreamento e a diminuição hídrica, que fazem com que o mar avance sobre as águas do rio e ocasionem o processo erosivo da região. A dragagem, porém, aguarda parecer técnico do Instituto Estadual do Ambiente — Inea. “Com a obstrução, ocorre a diminuição do fluxo da água até a foz, facilitando o avanço do mar no Pontal”, esclarece o secretário de Meio Ambiente, Alex Firme.
Fonte: O Dia

Cidades estradas Acidente na BR 101 em Guarapari foi o mais grave já registrado no ES

Junto da tragédia em Guarapari, outros acidentes também estão na memória do capixaba



















Grave acidente na BR 101, em Guarapari
Grave acidente na BR 101, em Guarapari
Foto: Bernardo Coutinho
O grave acidente que aconteceu no início da manhã desta quinta-feira (22) entre uma carreta, um ônibus da Viação Águia Branca – que havia partido de São Paulo em direção à Vitória – e duas ambulâncias, no Km 343, na BR-101, em Guarapari, foi o mais crítico registrado até hoje nas estradas do Espírito Santo.
Quem confirma a informação é a própria Polícia Rodoviária Federal no Espírito Santo (PRF-ES). “Este é o acidente de maior gravidade do Estado”, lamentou Wylis Lyra, superintendente da PRF-ES.
E não à toa: até a publicação desta matéria, a Secretaria de Segurança de Estado da Segurança Pública (Sesp) confirmava 22 mortos e 21 sobreviventes na tragédia – desse número, sete pessoas encontram-se em estado grave.
Junto da tragédia em Guarapari, outros acidentes também estão na memória do capixaba. Um deles, inclusive, aconteceu na mesma região – e com circunstâncias bem similares – da fatalidade da manhã desta quinta-feira (22). 
Em dezembro de 2001, um ônibus da Viação São Geraldo – que de São Paulo em direção a Valença, na Bahia – bateu num bloco de granito e matou três passageiros, deixando 34 feridos.
O bloco de granito tinha 30 toneladas e caiu de uma carreta que estava invadindo a pista. Na ocasião, o caminhão seguia no sentido Vitória-Rio de Janeiro. Já o ônibus, vinha em sentido contrário.
OUTROS CASOS
Em março de 2003, uma colisão entre um ônibus da Viação Itapemirim e um caminhão carregado de cocos verdes na BR 101 Sul, na localidade de Jucu, em Viana, teve 15 pessoas mortas e 33 ficaram feridas.
O ônibus seguia de São Paulo com destino a Campina Grande na Paraíba. O caminhão havia saído do Ceará e tinha o Rio de Janeiro como destino final.
Outra tragédia também está marcada na história das rodovias capixabas. Em janeiro de 2006, dez turistas mineiros morreram quando uma carreta invadiu a contramão e bateu de frente com o microônibus em que eles estavam. O acidente aconteceu no Km 138,2, na BR-262, em Muniz Freire, na Regiao do Caparaó. 
Outras tragédias nas estradas capixabas
2017
Vale do Riacho, Aracruz
Cinco pessoas morreram, sendo três carbonizadas, em um acidente envolvendo um ônibus e um caminhão. O acidente aconteceu no trevo de Vale do Riacho, em Aracruz, na região Norte do Estado
2014
Km 249, BR-101, Serra
Em 27 de dezembro de 2014, oito pessoas morreram, sendo sete mulheres, e 21 ficaram feridas, após o ônibus em que estavam capotar no Km 249 da BR-101, na Serra. O veículo da empresa São Geraldo, seguia da Bahia para o Rio de Janeiro.
2007
Km 186, da BR-101, Aracruz
Em 18 de maio de 2017, cinco pessoas morreram e 17 ficaram feridas, após um bloco de granito pesando 40 toneladas cair de carreta e acertar um ônibus da Viação São Geraldo, no Km 186, da BR-101, Norte, no distrito de Guaraná, em Aracruz. O ônibus ia do Rio de Janeiro para Natal, no Rio Grande do Norte.
2003
Km 305, da BR-101 Sul, Viana
Em março de 2003, 15 morreram e 33 ficaram feridas em um grave acidente, no Km 305, na BR-101 Sul, em Viana, envolvendo um ônibus da Viação Itapemirim e uma carreta. Os veículos bateram de frente.
2002
Km 380, BR-101 Sul
Em fevereiro de 2002, três pessoas morreram e 15 ficaram feridas em Capim Angola, no Km 380, na BR-101 Sul, entre Rio Novo de Sul e Iconha. A colisão aconteceu entre uma caminhonete e um ônibus da Viação Águia Branca que viajava para o Rio de Janeiro.
2001
Km 340,8, BR-101 Sul
Acidente semelhante ao desta quinta (22) pela manhã. No Km 340,8 da rodovia BR-101 Sul, na localidade de Muriquioca, em Guarapari, onde um ônibus da Viação São Geraldo - que seguia de São Paulo para Valença, na Bahia - chocou-se num bloco de granito com mais de 30 toneladas e matou três passageiros e feriu 34 das 42 pessoas que viajavam no coletivo.

Fonte: Gazeta online

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Fotos mostram acidente com mortes e feridos na BR 101 em Guarapari


A manhã desta quinta-feira (22) foi marcada por um grave acidente na BR 101, em Guarapari. A batida aconteceu por volta das 5h50 e envolveu um ônibus, uma carreta e duas ambulâncias. O acidente deixou mortos e feridos carbonizados. Após a batida, os veículos se espalharam pelos dois sentidos da rodovia e bloqueiam todas as pistas. A PRF também orienta que os motoristas utilizem rotas alternativas. 




























Fonte: Gazeta online