quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Prefeito de Cardoso Moreira - RJ Inelegível


Por Arnaldo Neto e BNB fotos-doc
O prefeito de Cardoso Moreira, Gegê Cantarino (PMDB), que não venceu o pleito deste ano, teve mais um revés – desta vez na Justiça. Gegê foi condenado por abuso de poder e ficou inelegível por oito anos. A decisão foi proferida nessa terça-feira (29). De acordo com a denuncia, no dia 19 de julho, às 16:15h, ocorreu uma reunião do PMDB no Clube de Cardoso Moreira. “O clube mantém contrato com o município para a utilização do espaço, porém, não estipula prazo de hora, sendo utilizado por 24 horas, restando claro que caracteriza abuso de poder”.
O juiz Rodrigo Pinheiro Rebouças entendeu que “estando o bem na posse direta da administração pública municipal, não poderia ser utilizado em qualquer evento político partidário”. O magistrado entendeu ainda que a multa deveria ser a mínima, já que “apesar de ferir norma expressa de lei, não causou grande prejuízo ao pleito ou benefício aos réus”.
Gegê e o vice na sua chapa neste ano, Neto Sardinha(PMDB), foram condenados “a pena de multa no valor de 5 mil UFIR, e na declaração de inelegibilidade, pelo prazo de 8 anos”.
Como a decisão é de primeira instância, cabe recurso.

Calero: 'Não podemos mais tolerar a esculhambação que é a política"

Ex-ministro da Cultura negou que tenha agido a serviço do PSDB



O ex-ministro da Cultura, Marcelo Calero, negou, em seu perfil no Facebook, na manhã desta terça-feira, 29, que tenha "agido a serviço do PSDB" ao denunciar o ex-ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima (PMDB), o que levou à saída de ambos do governo Michel Temer (PMDB).

Calero se referia a informações que circulam em redes sociais de que o seu antigo partido iria se beneficiar com a desestabilização da gestão Temer. Ele também mencionou uma foto que vem sendo veiculada em que aparece junto com a deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ), e afirmou que a busca por uma explicação para a sua denúncia reflete a "deterioração moral e ética" do País.

"Infelizmente, sabemos que fazer o certo tem o seu preço. Como disse em recente entrevista, sabia que qualquer coisa fariam ou farão para minar minha reputação e credibilidade, como se eu é que tivesse feito algo de errado. Nossa deterioração moral e ética chegou a um nível tal, que muita gente acha 'impossível' alguém simplesmente fazer o correto e buscam uma 'explicação' que não existe. Não podemos mais tolerar a esculhambação que é a política do nosso País", escreveu o ex-ministro no Facebook.

Quanto à deputada, Calero disse não ter ligações com ela, e afirmou que a foto que circula foi tirada quando ele era secretário de cultura do município do Rio. Sobre sua filiação ao PSDB, explica que ficou no partido por "quase dez anos" e que, desde setembro de 2015, está no PMDB. "Jamais agiria a favor de terceiros", afirmou.

Calero denunciou Geddel por agir em benefício próprio ao tentar intervir numa decisão do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) na Bahia para a liberação da construção de um prédio em Salvador no qual tem um apartamento. Depois da revelação, Calero pediu demissão, seguido de Geddel, na semana seguinte.

fonte: Estadão Conteudo

Triplica fatia de devedores que atrasam prestação da casa própria

Neste ano, 15,2% dos mutuários estão com as prestações atrasadas



O sonho da casa própria virou pesadelo para muitos brasileiros que não estão conseguido pagar em dia as prestações do financiamento imobiliário por causa da crise. A parcela de mutuários com dívidas em atraso triplicou no último ano e essa foi a modalidade de dívida com pagamento atrasado que mais cresceu entre oito linhas de crédito pesquisadas pelo Instituto Geoc. O instituto reúne 16 empresas de cobrança que mensalmente tentam reaver dívidas em atraso de 30 milhões de brasileiros.

Neste ano, 15,2% das pessoas, identificadas pelo CPF (Cadastro de Pessoa Física) declararam que estão com prestações do imóvel atrasadas há mais de 30 dias, mostra o levantamento. É quase o triplo do registrado em 2015 (5,6%) e supera essa marca em relação a 2014 (4,2%). "Com a crise, o brasileiro está vendo o sonho da casa própria desabar", afirma Jair Lantaller, responsável pelo estudo e conselheiro do Geoc.

Para o economista especializado em mercado imobiliário da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Eduardo Zylberstajn, o aumento do atraso no pagamento da prestação da casa própria não surpreende. "A crise foi passando, o desemprego aumentando, a situação do mercado de trabalho se deteriorando e uma hora chegaria na prestação da casa." Ele lembra que a dificuldade para honrar a compra da casa própria apareceu, num passado recente, no aumento do número de distratos feitos com as construtoras, quando o comprador desiste do imóvel.

Os resultados da pesquisa do Geoc foram obtidos de uma amostra nacional com 176 mil devedores. Eles foram alvo das empresas de cobrança entre fevereiro e novembro. Desses, quase 80% estavam com pagamentos em atraso há mais de 30 dias em produtos de crédito.

Classe C
Lantaller diz que, com o avanço do desemprego, o atraso no pagamento da casa própria afeta principalmente a classe C. Mais de 50% da amostra são de brasileiros com renda mensal de até R$ 3 mil.

Como a perspectiva de aumento do desemprego em 2017, ele acredita que o atraso no pagamento da casa própria deve aparecer nos índices de inadimplência dos bancos em meados do ano que vem. É que a pesquisa considera a prestação atrasada há mais de 30 dias. Essa dívida vira inadimplência no critério do sistema financeiro quando o atraso supera 90 dias. "É um sinal de alerta", diz Lantaller.

Os números do Banco Central (BC) em seu último relatório de crédito confirmam o atraso. Entre janeiro e outubro, o atraso das prestações de imóveis entre 15 e 90 dias cresceu 2,5% em valores monetários. Mas, por enquanto, a inadimplência, que é o atraso superior a 90 dias ficou praticamente estável no ano, aponta o BC.

fonte: Estadão Conteudo

terça-feira, 29 de novembro de 2016

CÂMARA DE CARDOSO MOREIRA-RJ APROVA NOVOS SALÁRIOS PARA PREFEITO, VICE-PREFEITO, SECRETÁRIOS E SUB-SECRETÁRIOS PARA 2017/2020



A Câmara de Vereadores de Cardoso Moreira-RJ aprovou e o Prefeito Municipal Gege Cantarino,  sancionou a Lei nº 541/16 de 29 de setembro de 2016, que “ Fixa os salários do Prefeito, Vice-Prefeito, Secretários e Sub-Secretários Municipais, para o mandato correspondente ao Período de 2017 a 2020”.

O salário do Prefeito foi fixado em R$ 16.445,00(dezesseis mil, quatrocentos e quarenta e cinco reais), enquanto o do Vice será estabelecido em R$ 8.222,00 (oito mil, duzentos e vinte dois reais) mensais. Os novos Secretários receberão salários de R$ 5.531,00 (Cinco mil, quinhentos e trinta e um reais) e os Sub Secretários receberão 3.140,00 (três mil, cento e quarenta reais),  por mês trabalhado.

Um aumento salarial de 15 % (QUINZE POR CENTO) ocorre no momento em que o Brasil, os Estados e os Municípios vivem a maior crise econômica e política de sua história. 

POLICIA MILITAR FAZ OPERAÇÃO PERMANENTE EM MIMOSO DO SUL - ES





Após vários assaltos de veículos e caminhões ocorridos no distrito de Ponte do Itabapoana em Mimoso do Sul, a Polícia Militar através do (GAO) Grupo de Apoio Operacional iniciaram na manhã desta segunda feira (28) uma operação denominada "CAVALO DE TROIA". O objetivo desta missão, por tempo indeterminado e dar segurança para moradores e quem trafegam pela Rodovia ES 297 que liga os municípios de Apiacá e Mimoso do Sul. Segundo informações da Policia Militar, indivíduos que estão em atitudes suspeitas serão abordados pelos militares que ficarão de prontidão diariamente naquela região.

A policia Civil também está fazendo parte desta operação visando coletar informações com a população com vários veículos descaracterizados para não chamar atenção dos criminosos que estão cometendo estes crimes.

Ao passar por esta Região fique atento, pois os assaltos estao acontecendo frequentemente.

Fonte Jose Roberto Barbosa


















Foto Blog Luiz Carlos Gomes

Tragédia: cai avião que levava time da Chapecoense para Medellín

Queda da aeronave deixa 76 mortos entre atletas, dirigentes e jornalistas


O avião da empresa Lamia que transportava a delegação da Chapecoense para Medellín, na Colômbia, sofreu um acidente na madrugada desta terça-feira (29). O chefe da polícia de Antioquia, general José Acevedo, afirmou à rádio Caracol que apenas cinco passageiros foram retirados com vida do acidente. Como haviam 81 pessoas à bordo, seriam 76 mortos. Desses, 21 eram profissionais de imprensa. O único sobrevivente seria o jornalista Rafael Henzel, da Rádio Oeste Capital, que foi levado ao Hospital San Juan de Dios.

"Estamos trabalhando também para resgatar os corpos dos mortos entregar às suas famílias. Conseguimos resgatar cinco pessoas com vida. Quando amanhecer, vamos retirar os corpos e iniciar o processo para enviar ao país de origem das pessoas", disse Acevedo.

O prefeito de Medelín, Frederico Gutierrez, concedeu entrevista à Caracol logo depois de Acevedo e também falou em 76 mortos, reforçando os esforços para resgatar os corpos e transportá-los ao Brasil. Dos jogadores da Chapecoense, sobreviveram o lateral-esquerdo Alan Ruschel eos goleiros Danilo e Follmann. Outra sobrevivente seria uma tripulante.

O time da Chapecoense embarcou para a Colômbia na noite desta segunda (28), para disputar a primeira partida da final da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional, na quarta (30). Segundo a imprensa local, a aeronave perdeu contato com a torre de controle às 22h15 (local, 1h15 de Brasília) e caiu ao se aproximar do Aeroporto José Maria Córdova, em Rionegro, perto de Medellín.

O Comitê de Operação de Emergência (COE) e a gerência do aeroporto informou que a aeronave se declarou em emergência por falha técnica às 22h (local) entre Ceja e La Unión. Anteriormente, a imprensa colombiana informou possível falta de combustível.

Uma operação de emergência foi ativada para atender ao acidente. A Força Aérea Colombiana dispôs helicópteros para ajudar em trabalhos de resgate, mas a missão foi abortada nesta madrugada por causa das condições climáticas. Equipes tentam chegar ao local do acidente por terra, mas o acesso à região montanhosa é difícil.

O clube de Santa Catarina não emitiu até o momento comunicado sobre o acidente. Em seu perfil no Twitter, o Atlético Nacional lamentou o acidente e prestou solidariedade à Chapecoense: "Nacional lamenta profundamente e se solidariza com @chapecoensereal por acidente ocorrido e espera informação das autoridades".

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol já informou que cancelou a primeiro jogo da decisão, marcado inicialmente para esta quarta.

Associação Chapecoense de Futebol (ACF) é um clube de futebol brasileiro, sediado na cidade de Chapecó, Santa Catarina. Foi fundado em 10 de maio de 1973, com o objetivo de restaurar o futebol na cidade de Chapecó. Os habitantes do município vivem momentos de angústia. O prefeito de Chapecó, Luciano Buligon, está em São Paulo e embarcaria ainda nesta terça para a Colômbia.

Profissionais da Imprensa

A Fox, que transmitia a Copa Sul-Americana, levava seis profissionais: o comentarista Mario Sérgio Ponte de Paiva, ex-jogador da seleção brasileira, Victorino Miranda, Rodrigo Santana Gonçalves, Davair Paschoalon (Deva Pascovicci) e Lilacio Pereira Júnior, Paulo Clement.

Da Globo, estavam no voo Guilherme Marques, Ari de Araújo Junior e Guilherme Lars, além de Laion Machado Espíndola, do GloboEsporte.com.Do Grupo RBS, de Santa Catarina, os jornalistas Djalma Araújo Neto e André Luis Goulart Podiacki.

Além disso, havia oito radialistas: Rafael Valmorbida, Renan Carlos Agnolin, Fernando Schardong, Edson Luiz Ebelliny, Gelson Galliotto, Douglas Dorneles, Jacir Biavitti e Ivan Carlos Agnoletto.

Fonte: AE

Campista Bruno Rangel é um dos 76 mortos do acidente aéreo

O atleta de 34 anos era natural de Campos e maior artilheiro da história do clube


Bruno Rangel é um dos mortos do acidente aéreo do time da Chapecoense na madrugada desta terça-feira (29). O atleta de 34 anos era natural de Campos e maior artilheiro da história do clube. Bruno já tinha marcado 81 gols em 169 partidas. 

A apresentadora da Terceira Via TV, Amanda Barreto, teve a oportunidade de entrevistar Bruno no programa Esporte Total. Na manhã desta terça, ela comentou sobre a tragédia na página pessoal de uma rede social. "Meu coração amanheceu atônito, envolvido numa tristeza profunda... no auge da alegria, 76 pessoas perderam a vida. Dentre elas, um rapaz cheio de brilho no olhar, que eu tive a oportunidade de conhecer e entrevistar. Bruno Rangel amava o futebol, mas acima de tudo, amava sua família e suas raízes fincadas em nosso solo Campista. Que Deus conforte os corações daqueles que ficam e que receba em seus braços os que se foram", finalizou a publicação.


Bruno começou a carreira no Goytacaz em 2002. Em 2004 foi transferido para o Americano onde jogou até 2006. O atleta campista ainda passou por clubes nacionais como Paysandu, Guarani e Joinville. Na carreira interacional, Bruno atuou no Al-Arabi do Catar.

sábado, 26 de novembro de 2016

Morre aos 90 anos o líder cubano Fidel Castro

Morte do ex-presidente de Cuba foi confirmada por seu irmão, Raul Castro, durante discurso transmitido pela rede de televisão estatal do País

                                              Fidel Castro morreu aos 90 anos na capital Havana


Morreu em Havana, na noite da última sexta-feira (25), o ex-presidente de Cuba Fidel Castro aos 90 anos. A informação foi confirmada pelo próprio irmão do líder cubano, o atual mandatário do País, Raul Castro, em um pronunciamento veiculado no canal de televisão estatal local e de acordo com o canal americando CNN.

O líder cubano faleceu às 22:29, horário local. O corpo de Fidel Castro deve ser cremado na manhã deste sábado (26), segundo Raul Castro, "atendendo sua vontade". De acordo com informações do canal de televisão Globo News, a população na capital de Cuba, Havana, encontra-se triste, em choque e o clima na cidade é de pesar. 


Fidel Castro fez história na América Latina

O início da história de Fidel Castro na política deu-se em 1950, quando filiou-se ao Partido Comunista. Três anos depois, ao lado do irmão Raul Castro, Fidel liderou 150 homens em um ataque a um quartel em Santiago de Cuba. O plano acabou frustrado e o político foi capturado e condenado a 15 anos de prisão

Em 1955, Fidel criou o Movimento Revolucionário 26 de julho, mesmo ano em que uma anistia libertou ele e seu irmão. Também neste ano conheceu o líder argentino Ernesto "Che" Guevara, no México, e recrutou homens para dar início à guerrilha contra Fulgêncio Batista. 

No final de 1956, Fidel inicia a guerrilha, que derrotou Fulgêncio três anos mais tarde. Ainda em 1959 assumiu o poder. No ano seguinte, o líder nacionalizou empresas americanas, ao mesmo passo que os EUA proibiram exportações destinadas à Cuba, com exceção de remédio e comida.

Em 1961, os EUA rompem relações diplomáticas com o país e Fidel declara que Cuba é uma nação socialista.

Em 1991, com a queda da União Soviética, Cuba perde sua maior aliada e inicia, então, um período com restrições econômicas, autorizando, inclusive, abertura ao dólar americano.
Em 1997, Fidel Castro declara Raul Castro, seu irmão mais novo, como seu sucessor. Em fevereiro de 2008 renunciou oficialmente o cargo devido a problemas de saúde. Desde então, o líder fazia poucas aparições públicas. 

Fonte Ultimo Segundo 


sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Ministro Geddel joga toalha e pede demissão por tráfico de influência

Geddel queria liberação de construção de prédio onde tinha apartamento em área protegida pelo Iphan



O ministro da Secretaria Geral de Governo, Geddel Vieira Lima, entregou sua carta de demissão ao presidente Michel Temer na manhã desta sexta-feira (25). O objetivo é estancar a crise política do governo depois que Geddel foi acusado de tráfico de influência.
O ex-parlamentar foi denunciado pelo ex-ministro da Cultura Marcelo Calero que pediu demissão há alguns dias acusando não somente Geddel – mas também o presidente Temer – de pressioná-lo para que autorizasse  a construção de um prédio em área protegida pelo Iphan em Salvador. Geddel tinha um apartamento no imóvel.
Para aumentar a pressão sobre o Governo, Calero prestou depoimento na Polícia Federal e anunciou ter gravado todas as conversas – tanto com Temer quanto com Geddel. Tal depoimento caiu como uma bomba dentro do Governo e a situação de Geddel se tornou insustentável. Para tentar acalmar a situação política do governo, Geddel pediu demissão.
O episódio de demissão dos dois ministros é considerado a maior crise deste governo, uma vez que também envolveu o presidente da República.

Delação de executivos da Odebrecht mira 130 políticos



Depois de nove meses de longas e tensas negociações, o empresário Marcelo Odebrecht e mais 76 executivos da Odebrecht deverão concluir nesta quinta-feira a assinatura dos acordos de delação firmados com a Procuradoria-Geral da República dentro da Operação Lava-Jato. Os acordos, os mais esperados desde o começo da investigação, têm potencial para colocar em xeque o sistema de financiamento eleitoral do país, como disse ao GLOBO uma fonte da operação.
Nas negociações pré-delação, os executivos da empreiteira fizeram acusações contra líderes de todos os grandes partidos governistas e da oposição. Pelo menos 130 políticos, entre deputados, senadores, ministros e ex-ministros deverão ser atingidos pelas delações. Segundo fontes ligadas às negociações, entre os citados estão o presidente Michel Temer (PMDB), os ministros José Serra (Relações Exteriores), Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo) e Eliseu Padilha (Casa Civil).
Nas delações também estariam os nomes do ex-presidente Lula, do senador Aécio Neves (PSDB-MG), dos governadores de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB); de Minas, Fernando Pimentel (PT); e do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB). Foram feitos relatos também sobre pagamentos supostamente ilegais para as campanhas da ex-presidente Dilma Rousseff.
Sobraram acusações, ainda, para os ex-ministros Antonio Palocci e Guido Mantega, que estiveram à frente da Fazenda nos governos Dilma e Lula. Os delatores também acrescentaram novas denúncias contra o deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e contra o ex-governador do Rio Sérgio Cabral, que já estão presos por conta de outras acusações na Lava-Jato.
Os acordos são considerados devastadores pela importância dos políticos atingidos e também pela riqueza de detalhes e provas dos crimes. Por exigência do procurador-geral, Rodrigo Janot, e de outros investigadores, os delatores tiveram que apresentar documentos para comprovar as fraudes e a movimentação do dinheiro desviado dos contratos com a Petrobras e outras áreas da administração.
Entre os documentos que tornam mais impactantes as denúncias estão cópias de e-mails em que executivos trataram das obras irregulares e dos pagamentos de propina. As acusações são enriquecidas também com extratos bancários e o vasto arquivo do Setor de Operações Estruturadas da Odebrecht, uma área criada para facilitar o pagamento de propina a pedido de diversos setores da empreiteira.
Os acordos de delação estão associados ao de leniência da empreiteira. Por ele, a Odebrecht deverá desembolsar mais de R$ 6 bilhões em multas. Parte dos recursos deverão ser destinados aos Estados Unidos e à Suíça, também envolvidos nas negociações da leniência. Pelo acordo, a empresa reconhece a prática de atos ilegais e se compromete a corrigir os erros. Ontem, faltava decidir quanto destes R$ 6 bilhões será enviado aos dois países.
Pelo acordo de delação, Marcelo Odebrecht deverá ser punido com dez anos de prisão, sendo dois anos e meio em regime fechado e o restante no semiaberto com progressão para a prisão domiciliar. Como o empresário já está na cadeia desde 19 de junho de 2015, ele deverá mudar de regime em dezembro de 2017. Ele teria pleiteado passar o Natal com a família, mas o pedido foi rejeitado pelos procuradores.
Os acordos preveem prisão domiciliar para os delatores, inclusive para o pai de Marcelo, Emílio Odebrecht. Vários delatores terão que usar tornozeleira eletrônica. Advogados dos réus se reuniram ontem com procuradores em Brasília e em Curitiba para começar a assinaturas dos acordos. Mas ainda havia alguns detalhes que estavam sendo acertados. Ontem, para evitar chamar a atenção, os advogados e delatores ficaram alojados em pelo menos 12 hotéis de Brasília.
Segundo uma fonte, o processo deve ser concluído hoje. A partir da assinatura dos acordos, os delatores serão chamados para depor e apresentar detalhes das acusações que prometeram fazer. Os investigados deverão ser ouvidos em Brasília, Curitiba, Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador, entre outros lugares.
Em nota, a Odebrecht disse que não se manifestará sobre o caso, mas reafirmou “seu compromisso com uma atuação ética, íntegra e transparente, expressa por meio das medidas concretas já adotadas para reforçar e ampliar o programa de conformidade nas empresas do grupo. Entre as medidas estão a criação do cargo de Responsável por Conformidade e do Comitê de Conformidade, ligados ao Conselho de Administração para garantir total independência, e a adesão a pactos de ética empresarial de entidades como ONU e Instituto Ethos.
Com informações do O Globo.

Duas de cada cinco cidades já têm casos de chikungunya

Doença já é classificada por ministro como pior problema de saúde pública a ser enfrentado no verão



Classificada pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros, como o pior problema de saúde que o Brasil deverá enfrentar no próximo verão a chikungunya já mostra seu poder de disseminação antes mesmo da chegada da estação. Dados do Ministério da Saúde mostram que a doença já está presente em dois de cada cinco municípios brasileiros e, só neste ano, já provocou 138 mortes.

Se o verão de 2014/2015 foi marcado por uma epidemia recorde de dengue no País e o de 2015/2016 causou pânico pela descoberta da relação do vírus zika com a ocorrência de microcefalia, a estação de 2016/2017 deverá, segundo especialistas, registrar uma explosão de casos de chikungunya se a circulação do vírus seguir a mesma tendência observada neste ano.

O número de notificações da doença passou de 38,3 mil, em 2015, para 251 mil em 2016. No ano passado, 696 cidades brasileiras foram atingidas pela chikungunya. Em 2016, já são 2.281 municípios. Pelo menos sete Estados brasileiros já registram índices epidêmicos do problema - mais de 300 casos por 100 mil habitantes -, todos no Nordeste.

“Eu diria que 2016 já é o ano em que a chikungunya está muito preocupante e, apesar disso, ainda temos muita falta de informação”, diz o infectologista Rivaldo Venâncio, diretor da Fiocruz Mato Grosso do Sul.

Dimensionar com exatidão o alcance da epidemia esbarra nas limitações dos métodos diagnósticos. As semelhanças entre os vírus da chikungunya, zika e dengue e de alguns dos seus sintomas dificultam a criação de testes precisos e podem causar confusões quando o diagnóstico é feito somente por avaliação clínica, prática comum em períodos epidêmicos.

Presidente da Sociedade Brasileira de Dengue e Arboviroses, o infectologista Artur Timerman afirma que, de um modo geral, as epidemias costumam começar com poucos casos, que se tornam crescentes, chegam ao ápice e caem. “A chikungunya teve relatos de casos há cinco anos no Nordeste. Depois, houve um grande número de casos relatados há dois anos, um ano antes da zika. Está seguindo o trajeto que seguiu a dengue”, diz.

Sudeste - A chegada do vírus à Região Sudeste neste ano também deve contribuir para que o próximo verão seja marcado por mais registros da doença. “Aqui, a gente tem uma população maior e cidades mais urbanizadas, com condições de ter um surto de qualquer um desses arbovírus”, diz Celso Granato, virologista e professor de infectologia da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Uma das principais preocupações com a expansão da doença é que ela pode ser incapacitante. “Estamos aprendendo muito agora, porque os efeitos mais complicados aparecem quando há muitos casos. É uma doença que pode afetar a pessoa por um ou dois anos e não há tratamento eficiente para a artrose crônica que ela causa. E a doença pega as articulações mais usadas”, explica Granato.

Timerman diz que a postura do Ministério da Saúde de alertar sobre a possibilidade de maior disseminação da doença não terá efeitos na população sem ações de combate ao mosquito associadas a mudanças nas cidades.

“Estamos com três vírus circulando e não sabemos o impacto disso. Esse é um dos problemas de saúde pública mais dramáticos. Fala-se em combater o vetor de forma emergencial, mas é preciso pensar em saneamento básico, cidades menos impermeabilizadas e com mais áreas verdes.”

O ministério afirmou, em nota, que o aumento de casos era previsto, uma vez que a doença é recente e, por isso, há mais pessoas suscetíveis. A pasta diz ainda que tem se preparado para o próximo verão, intensificando as ações de prevenção e combate ao mosquito, com medidas como mobilizações nacionais para coleta de pneus e conscientização da população sobre a importância da continuidade das ações de combate ao mosquito. 

fonte: Estadão Conteudo

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Moradores reclamam a falta de respeito da Prefeitura e dos Moradores no Alto da Boa Vista em Italva



“Quero mais uma vez pedir ajuda da prefeitura para limpar o bairro Alto da Boa Vista. E isso não é só culpa da prefeitura, o povo também não tem que ter um pouco de educação, parece que gosta de ratos em casa. É uma falta de respeito da prefeitura e da população.

São dois latões para mais de 200 casas. Fico indignado com isso que está acontecendo em Italva, está tudo largado, nem o prefeito mora aqui na cidade.

Estamos querendo mudar o nome do bairro para “O lixão de Italva” porque só Deus mesmo!”



Fonte folha de italva

COOPERATIVA NÃO PAGA OS FUNCIONÁRIOS EM CARDOSO MOREIRA-RJ!!


Cerca de 400 funcionários da Cooperativa, em Cardoso Moreira-RJ, dentre eles, médicos, professores, monitores, garis etc.. foram demitidos e alguns deles procuraram a Rádio Transmania FM, no Programa Cillas Júnior, nesta quinta-feira, para uma denuncia. Eles alegam que até a presente data não receberam os seus vencimentos referente ao mês de outubro e foram dispensados sem qualquer comunicação.

Os mesmos compareceram a Prefeitura Municipal de Cardoso Moreira e não tiveram nenhuma informação sobre o pagamento, considerando que, o escritório da Cooperativa situado em frente ao correio encontra-se fechado dificultando assim de obterem qualquer informação sobre o pagamento.

O blog obteve informação que possivelmente a Captar Cooper – Cooperativa de Multiserviços Profissionais, situada à Avenida Rio Branco, no Rio de Janeiro, seria a referida  Cooperativa, sendo que os próprios cooperados não sabem informar o nome da Cooperativa.

Segundo pesquisa, 7% dos carros usados à venda são roubados

De acordo a consultoria de histórico veicular Checkauto, 26% dos veículos oferecidos no mercado não passaram por recall e 16% são modelos de leilão



Um relatório da consultoria de histórico veicular Checkauto apresentou dados bem preocupantes para quem não se importa muito em conferir a procedência de um carro usado. A pesquisa mostra que nada menos que 7% dos veículos oferecidos no mercado possuem restrição por roubo ou furto. Caso a pessoa adquira um carro nessas condições sem saber, ele terá que provar que não é o responsável pelo roubo – além de não conseguir transferir o veículo para seu nome.

Outro dado revelador: 26% dos carros pesquisados não cumpriram seus chamados para recall. Alguns são coisas simples envolvendo falhas pontuais. Boa parte dos chamados, porém, envolve dispositivos fundamentais para a segurança – e o risco de um acidente acabará nas mãos do próximo dono.

Fonte Campos 24hs

Delação premiada da Odebrecht na reta final "não" preocupa o Governo

Tratativas foram encerradas e restam apenas formalidades para assinatura do acordo



Enquanto as tratativas da delação premiada e da leniência da Odebrecht chegam na reta final, a ministra-chefe da Advocacia-Geral da União (AGU), Grace Mendonça, disse nesta quarta-feira (23), ao Broadcast Político, serviço de notícia em tempo real da Agência Estado, que o governo federal não está preocupado com as possíveis revelações que eventualmente sejam feitas por executivos da empreiteira. Grace afirmou que a AGU buscará o ressarcimento dos cofres públicos em virtude de supostas irregularidades cometidas pela empreiteira.
No caso das delações, as tratativas foram encerradas e restam apenas as formalidades de assinatura do acordo. Parte dos advogados de delatores começou a assinar os documentos nesta quarta-feira, e outra parte fará a formalização na quinta (24).
Questionada se o governo federal está preocupado com a delação, Grace respondeu, de maneira incisiva: "De forma alguma. O governo continuará trabalhando, adotando todas as medidas necessárias, trazendo toda a ideia de pacificação, de serenidade na condução daquilo que é de interesse da coletividade, independentemente do conteúdo da delação."
Ressarcimento
Segundo a advogada-geral da União, a AGU buscará o ressarcimento dos cofres públicos após o pleno conhecimento dos fatos apresentados na delação. "Essa missão da AGU (de buscar o ressarcimento dos cofres públicos), que é inerente e acaba decorrendo da sua missão constitucional, será cumprida na forma da legislação sem nenhum abalo", disse a ministra, no intervalo da sessão plenária do Supremo Tribunal Federal (STF).
"Independentemente dos desdobramentos desses conteúdos, do que for dito, não há como elidir a seriedade do governo com a questão da causa pública, a preocupação com a sociedade, em restabelecer o país, em reposicioná-lo onde ele merece estar", completou Grace.
fonte: Estadão Conteudo

PREFEITURA DE CARDOSO MOREIRA-RJ REALIZA LIMPEZA NA RUA JOSÉ PERES XIMENES


Por intermédio da Secretaria de Obras, a prefeitura  realizou nesta quinta-feira, 24, limpeza na Rua José Peres Ximenes, próximo a Empresa SOGAMAX.  O trabalho envolve a retirada de entulhos das ruas e calçadas. A ação é uma medida voltada à saúde pública, prevenção de patrimônio público e bem estar social. “Quando se tem bairros e ruas limpos, se têm mais qualidade de vida, menos índices de doenças,  isso sem contar que é muito prazeroso se ter sempre ruas limpas e bem cuidadas, além de embelezar a cidade isso aumenta a qualidade de vida da população”.













quarta-feira, 23 de novembro de 2016

PREFEITURA DE NATIVIDADE- RJ É FLAGRADA FAZENDO DEPÓSITO DE LIXO A CÉU ABERTO



Na tarde de 22/11, uma equipe da 3° UPAm (Unidade de Polícia Ambiental) do Parque Estadual do Desengano, procedeu ao município de Natividade, afim de verificar uma denúncia de funcionamento de um lixão administrado pela prefeitura local.Ao chegarem à Rua José Lanes, bairro Liberdade, os policiais constataram o funcionamento de uma usina de reciclagem e um depósito de lixo oriundo de diversas fontes. Em contato com o Secretário de Meio Ambiente, foi informado que a licença para operação das atividades estava vencida e que a prefeitura já havia solicitado a renovação, mas nenhum documento foi apresentado. Diante da irregularidade, os policiais juntamente com o Secretário e o Presidente da Associação de coleta procederam à 140ª DP, onde o fato foi registrado conforme o artigo 60 da Lei 9.605/98. No lixão, que funciona em uma área de preservação permanente às margens do Rio Carangola, foram encontrados diversos tipos de materiais, como plástico, metais, borracha, vidros, papel e materiais oriundos de oficinas e outros comércios. Constam ainda nos autos que 16 pessoas, que trabalhavam manuseando o lixo, fazem suas necessidades fisiológicas no local onde o esgoto corre a céu aberto. O local foi periciado e as investigações seguem por conta da Polícia Civil.
..





Fonte: Imparcial Notícias