quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

PREFEITOS QUE NÃO SE REELEGERAM SOMEM DE SUAS CIDADES!

Depois de Mesquita, outras cidades da Baixada também têm prefeitos desaparecidos

Prefeitos de Nova Iguaçu, Caxias, Belford Roxo e Meriti não são encontrados em seus gabinetes

Leozinho Prefeito de Italva-RJ esta sumido a vários meses desde agosto não vai a prefeitura


RIO - O desaparecimento do prefeito de Mesquita, Gelsinho Guerreiro (PRB) — que há mais de dois meses não é visto na sede do governo —, parece ter contaminado outros chefes de Executivo da Baixada Fluminense. Nesta quarta-feira, nem o prefeito de São João de Meriti, nem o de Nova Iguaçu, nem o de Caxias e tampouco o de Belford Roxo foram encontrados em seus gabinetes, como mostrou o “RJTV”, da Rede Globo. Para piorar, em todas essas cidades, funcionários estão com os salários atrasados.

Em Belford Roxo, servidores informaram na sede do governo que o prefeito Dennis Dauttmam (PCdoB) não aparece há três semanas. Uma funcionária do gabinete confirmou:
— Ele não tem vindo, não.
o município, há salários atrasados há três meses. Dauttmam não concorreu à reeleição.

Em Caxias, servidores disseram que o prefeito Alexandre Cardoso (PSD) não estava, mas tem aparecido “para tratar de assuntos de funcionalismo, e só”.
— Se você tiver tempo e achar que é viável, fica sentada ali, de plantão — sugeriu um atendente à repórter.

O mesmo clima de fim de festa era verificado em Nova Iguaçu. Na sede do governo, ninguém sabia dizer se o prefeito Nelson Bornier (PMDB), que perdeu a reeleição, estava no prédio. Num imóvel próximo, muitas pessoas esperavam uma chance de se reunir com ele.

Em Meriti, um funcionário foi bem sincero quanto à possibilidade de falar com o prefeito Sandro Matos (PHS):

— Falar com ele, final de governo, fica mais difícil.
Seu gabinete, cheio de objetos pelo chão, parecia abandonado.

A prefeitura de Caxias afirmou que Alexandre Cardoso tem cumprido uma agenda diária. Já a de Nova Iguaçu garantiu que Bornier é o primeiro a chegar e o último a sair da sede do governo. A de Meriti informou que Sandro Matos esteve em Brasília. Nas prefeituras de Belford Roxo e de Mesquita, ninguém atendeu as ligações.

Aqui no município de Italva  o Prefeito Leonardo Guimarães, não  vai a prefeitura desde Agosto, os salários encontram-se atrasados e o 13º ainda não foi pago a todos os funcionários.

Pelo que podemos ver a onda pegou em final de governo o sumiço dos Prefeitos que não foram reeleitos. Aperte os cintos,  pois o piloto digo os prefeitos sumiram e deixaram os funcionários e principalmente a população de suas cidades em situações criticas..






quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

População de Italva reclama de abandono do poder público



A população de Italva reclama do atual abandono que passa o município. São lixos espalhados por toda cidade, além do mato alto, que é visualizado em vários pontos. O bairro da Saudade, próximo ao Centro, em frente ao cemitério, é um dos maiores exemplos de descaso do poder público. Um verdadeiro lixão à céu aberto atrai animais como urubus e cães no referido bairro.

De acordo com relatos de moradores, a coleta não é pontual e, por este motivo, o lixo acumula. Ainda de acordo com a população, caçambas ficavam espalhadas em vários pontos, as mesmas eram recolhidas diariamente; mas, sem nenhuma explicação, o serviço foi suspenso.

A dona de casa Laudicéia da Conceição de Souza contou que a sujeira atrai vários bichos. “Ninguém varre a rua. Ninguém faz coleta. A rua fica sempre suja atraindo bichos como aranha caranguejeira, caramujo, rato, barata, mosquito e mosca varejeira. É um verdadeiro chiqueiro. Italva morreu”, desabafou a moradora.

Senhor Ilcimar Veiga, que reside no centro, há mais 50 anos mora no município. Ele garante nunca ter visto algo parecido. “Nunca vi uma coisa dessas. É muito urubu. Olha só o lixo. Acho que nossa cidade não poderia estar assim. Não sei como os vizinhos conseguem conviver com o mau cheiro. Isso aqui é uma calamidade”, relatou.

Fonte: O Diário

Prefeita de Quissamã anuncia secretariado

A cerimônia de posse acontece no próximo domingo (1º), às 19h, na localidade de Machadinha


A prefeita eleita de Quissamã, Fátima Pacheco (PTN), anunciou na manhã desta terça-feira (27) o secretariado para a gestão 2017/2020. Em coletiva, ela destacou ainda as informações obtidas durante o período de transição, iniciado logo após as eleições de outubro, e ressaltou as ações que serão implementadas no novo governo. A cerimônia de posse acontece no próximo domingo (1º), às 19h, na localidade de Machadinha.



Ao lado do vice Marcelo Batista (PMDB), Fátima frisou que os dados apresentados na transição são preocupantes. “A previsão do orçamento do próximo ano é de R$ 165 milhões. As dívidas estão na casa de R$ 80 milhões, metade desse valor só com a Previdência. A despesa anual da Prefeitura gira em torno de R$ 210 milhões. Desta forma, entraremos com déficit estimado de R$ 45 milhões. Acrescente a isso o fato de a Prefeitura já ter ultrapassado o limite legal com a folha de pagamento de servidores”, resumiu.
A prefeita eleita ressaltou que a situação vai exigir medidas firmes nos primeiros dias de sua administração. “Vamos trabalhar com coragem, determinação e austeridade, mas sem perder nossa marca principal, que é o acolhimento. Teremos contato direto com a comunidade, que será parceira nas transformações que vão colocar Quissamã no caminho de dias melhores”, completou.
Na formação do secretariado, Fátima deu atenção especial aos servidores de carreira. O vice Marcelo Batista, concursado na Prefeitura há mais de 20 anos, por exemplo, responderá pela secretaria de Obras, Serviços Públicos e Urbanismo. Os demais integrantes são: Luciano Lourenço (Chefe de Gabinete), Gabriel Siqueira (Procuradoria Geral), Luiz Felippe Klem (Controladoria Geral), Marcio Pessanha (Governo), Leilson Lyra (Fazenda), Robson Serra (Educação), Linaldo Lyra (Saúde), Tânia Regina Magalhães (Assistência Social), Arnaldo Mattoso (Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo) e Ailton Rodrigues (Agricultura, Meio Ambiente e Pesca).
Fonte: Ascom

Governo do RJ divulga calendário de pagamentos do IPVA 2017

Proprietários de veículos com placa final zero começam a pagar imposto a partir de 19 de janeiro. Valor pode ser pago em cota única ou parcelado em até três vezes.



Governo do estado do Rio divulgou nesta terça-feira (27) o calendário de pagamentos do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) de 2017. Como nos anos anteriores, os donos de veículos usados terão a opção de pagar o imposto em cota única ou em até três parcelas.
Para efetuar o pagamento, os contribuintes devem retirar a guia pelo site da Secretaria Estadual de Fazenda ou do banco Bradesco e quitar o valor em qualquer agência bancária. É possível pagar em dinheiro ou cheque administrativo.
O calendário começa em 16 de janeiro, data de vencimento da cota única para os veículos com final de placa 0. Se optar pelo parcelamento, o proprietário deverá quitar a primeira parcela na mesma data, a segunda em 16 de fevereiro e a terceira em 20 de março. Confira abaixo as datas de vencimento para os demais finais de placa, de 1 a 9.
Final 1: 19/01 – 20/02 – 22/03
Final 2: 23/01 – 22/02 – 24/03
Final 3: 24/01 – 23/02 – 27/03
Final 4: 27/01 – 02/03 – 03/04
Final 5: 30/01 – 03/03 – 04/04
Final 6: 01/02 – 06/03 – 05/04
Final 7: 03/02 – 07/03 – 06/04
Final 8: 06/02 – 08/03 – 07/04
Final 9: 08/02 – 10/03 – 10/04
Fonte: G1



terça-feira, 27 de dezembro de 2016

CURSO DE TREINAMENTO PARA NOVA EQUIPE DA CENTRAL DE COMPRAS DA PREFEITURA DE ITAPERUNA-RJ!


Nesta segunda-feira, 26 de dezembro, foi realizado no Auditório Teológico Batista um treinamento ministrado por Leandro Levone, para a nova equipe da Central Municipal de Compras da Prefeitura Municipal de Itaperuna, que irão fazer parte na próxima gestão 2017/2020,  Governo do Prefeito Marcus Vinícius.

 É de fundamental importância que a área seja composta por profissionais qualificados, que estejam alinhados com a visão da estratégia da Prefeitura, além de ser o responsável por manter a Prefeitura em pleno funcionamento.

Essa Central será algo inovador, com uma metodologia completamente inovadora, podendo o Município de Itaperuna entrar na vanguarda da gestão pública municipal, sendo referência para todo o País.

Estiveram presentes e participaram de todo o curso o vice-prefeito Rogerinho  e o futuro secretário de ambiente Waldriano.


Lava Jato consegue 120 condenações em quase três anos de investigações

Somadas, as penas passam de 1.257 anos de prisão



Em quase três anos de trabalho, os procuradores da República que fazem parte da força-tarefa da Operação Lava Jato conseguiram 120 condenações de investigados na primeira instância da Justiça, a maioria deles condenados mais de uma vez pelo juiz federal Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal em Curitiba. Somadas, as penas passam de 1.257 anos de prisão. Os dados fazem parte do levantamento mais recente elaborado pela Procuradoria-Geral da República.


Desde março de 2014, quando foi deflagrada a primeira fase da Lava Jato, foram realizadas 79 prisões preventivas, 103 prisões temporárias, 197 conduções coercitivas. Durante o período, foram abertos 1.434 procedimentos de investigação e realizadas 730 buscas e apreensões. Segundo o balanço, 79 investigados assinaram acordos de delação premiada.
Os desvios na Petrobras envolveram pagamento de propina de aproximadamente R$ 6,4 milhões a ex-diretores da estatal e demais investigados. Por meio de acordos de delação premiada, os procuradores conseguiram a repatriação para o Brasil de R$ 756,9 milhões que estavam depositados fora do país. Além disso, R$ 3,2 bilhões em bens que estavam em posse dos envolvidos foram bloqueados. O valor total de ressarcimento pedido à Justiça pelo Ministério Público Federal (MPF), incluindo multas, é de R$ 38,1 bilhões.
SUPREMO
Quase dois anos após o início das investigações de pessoas com prerrogativa de foro, o STF (Supremo Tribunal Federal) não condenou nenhum investigado na Lava Jato. A abertura de investigações contra ministros, deputados e senadores citados em depoimentos de delação premiada ocorreu em março de 2015.
De acordo com levantamento divulgado pelo gabinete do ministro Teori Zavascki, relator dos processos oriundos da operação na corte, foram aceitas cinco denúncias contra parlamentares, que viraram réus na corte. Mais cinco estão prontas para julgamento, e seis inquéritos foram arquivados. Os dados também mostram que 24 dos 25 acordos de delação que chegaram à Corte para homologação do ministro foram aceitos. Apenas uma delação foi remetida à presidência da Casa por problemas processuais.
Fonte: Agência Brasil 


domingo, 25 de dezembro de 2016

Mudança no cálculo dos royalties vai injetar R$ 1 bilhão nos municípios

Revisão do novo calculo para a distribuição dos royalties do petróleo é a esperança dos municípios produtores



Depois de um ciclo de quase três anos de quedas brutais na arrecadação, os cofres do Estado do Rio e dos municípios da região da Bacia de Campos irão receber, a partir de primeiro de março do ano que vem, um substancial reforço de receita, com a revisão do novo calculo para a distribuição dos royalties do petróleo.


A mudança da tabela anunciada numa reunião realizada na última quinta-feira, na sede da Agência Nacional de Petróleo (ANP), no centro do Rio, fixa como base o preço de venda do petróleo e do gás natural, valor maior do que o praticado atualmente e atende a uma decisão do ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF).
Cálculos preliminares encomendados pelo deputado estadual Luiz Paulo (PSDB) indicam que, somente com a reposição de perdas, o Estado tem direito a receber R$ 1 bilhão por ano, totalizando R$ 3 bilhões ao longo do período de crise.
De acordo com o deputado Janio Mendes (PDT), que participou da reunião, um grupo técnico de trabalho da ANP vai calcular quanto cada município deixou de arrecadar pelos antigos cálculos e, consequentemente, as perdas a receber.
O parlamentar afirmou ainda que a decisão do DTF é um desdobramento da CPI das Perdas do Petróleo, instalada na Alerj em março do ano passado. Jânio destacou o fortalecimento da ANP com o novo modelo.
“É uma grande conquista por­que fortalece a ANP, que é uma agência estatal brasileira, na queda de braço contra as petroleiras que hoje dominam o Conselho Nacio­nal de Petróleo, o que resultou em grande sacrifício para o Estado do Rio de Janeiro”, comentou Janio.
DESCONTOS NOS REPASSES – Os descontos nos repasses das participações especiais foi outro assunto discutido no encontro. Como as indústrias petroleiras descontam os custos de pré-produção e de produção dos impostos de uma só vez, o valor acumulado incide sobre o que é pago para o Estado e municípios, causando prejuízo. Por meio de liminares na Justiça, o Estado vai reaver R$ 200 milhões.
Fonte Campos 24 hs

sábado, 24 de dezembro de 2016

Sindicato das teles pagou viagem de parlamentares a Barcelona

Excursão seria “lobby” para aprovação de presente bilionário às empresas do setor, diz revista


O Sinditelebrasil (Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviços Móvel Celular e Pessoal) que representa as empresas de telefonia do País, pagou uma viagem para levar 11 parlamentares brasileiros para Barcelona, na Espanha. A viagem teria sido realizada no mês de fevereiro, quando a cidade espanhola sediou o congresso mundial do setor de telefonia.
De acordo com as informações, publicadas na edição desta semana da Revista Veja, os congressistas tiveram direito a passagens e diárias em hotéis na cidade espanhola. Os senadores presentes no encontro ainda ganharam R$ 5.000 do Congresso Nacional em diárias.
A publicação revela que participaram da viagem os senadores Jorge Viana (PT-AC), Walter Pinheiro (PT-BA) e Ricardo Ferraço (PSDB-ES), além dos deputados federais Jerônimo Georgen (PP-RS), Edinho Bez (PMDB-SC), Eros Biondini (Pros-MG), Sandro Cruz (PSD-PR), Eduardo Cury (PSDB-SP), Jorge Tadeu (DEM-SP), Paulo Henrique Lustosa (PP-CE) e Victor Lippi (PSDB-SP).

Fonte R7

PREFEITO DE CARDOSO MOREIRA GILSON SIQUEIRA E VICE RENATO JACINTO ANUNCIAM NOMES DOS NOVOS SECRETÁRIOS!



Neste sábado, (24/12) em entrevista na Rádio Transmania FM, em entrevista a Cilas Júnior, o prefeito eleito de Cardoso Moreira Gilson Siqueira (PP) e seu vice Renato Jacinto (PSDB), pronunciaram os nomes dos Secretários que farão parte do seu Governo. Serão nomeados doze secretários, seis sub-secretários e um procurador jurídico que irão tomar  posse também em 1º de janeiro, logo após a de prefeito e vice. Alguns nomes renovados e outros já  conhecidos na administração pública, confira  abaixo a relação:

Procurador Jurídico - Gerson Cardoso
Secretário de Finanças - Adalcino Mota
Secretário de Administração - KossilekJonilce Nogueira
Secretário de Planejamento - Alexandre Madeira Cozendey
Secretário de Controle Interno - Regina Siqueira e Subsecretário Jackson Ribeiro Henriques
Secretário de Saúde - Humberto Chaves Dias Junior
Secretário de Educação - Ailton Nunes Guimarães Guimarães
Secretário de Assistência Social - Fausto Da Rocha e Subsecretário Celi Reis
Secretário de Cultura e Esporte - Fabiana Jacinto e Subsecretário Welton Dias Antunes
Secretário de Meio Ambiente - Juarez Noe e Subsecretário Ocimar Benvindo de Azevedo
Secretário de Agricultura - Flavio Ferreira Ferreira e Subsecretário Alexsandro Nunes

Secretário de Obras - Genilson Ludolfe e Subsecretário Marcel Correa

O maior ‘laranja’ de Cabral pode ser o próprio filho



A Polícia Federal tem se preocupado em rastrear o patrimônio de pessoas notadamente próximas ao ex-governador Sérgio Cabral Filho.
O lastro de corrupção e falcatruas deixado é muito grande e o dinheiro roubado foi aplicado em diversas frentes.
É certo que o casal Sérgio Cabral e Adriana Ancelmo adquiriu enorme patrimônio e colocou em nome de terceiros.
Existe uma fundada desconfiança de que o deputado Marco Antônio Neves Cabral, filho do ex-governador, seja proprietário de inúmeros imóveis no Rio de Janeiro, em Angra, Búzios e no exterior.
Em se confirmando tal possibilidade, o jovem parlamentar - atualmente secretário de estado no governo Pezão - poderá ter sérias complicações judiciais, o que porá fim a sua claudicante carreira política.
O rapaz, eleito deputado federal em 2014, com apenas 23 anos de idade, recebeu neste mesmo ano, a mais importante comenda do estado do Rio, a medalha Tiradentes, entregue normalmente a pessoas que tenham prestado ‘relevantes serviços à causa pública’.
Fonte Jornal da Cidade

PREFEITO ELEITO DE UBÁ SE COMPROMETE EM RENOVAR O CONVENIO HOSPITAL SÃO JOSE DO AVAI




Prefeito eleito de São José de Ubá, Marcionílio Botelho renovará convênio com o renomado Hospital Itaperunense São José do Avaí.


A notícia a população ubaense foi dada pelo próprio prefeito eleito em sua página no Facebook no dia de Hoje (23/12).


"Hoje, estive em Itaperuna para me reunir com a representante da Diretoria Financeira do Hospital São José do Avai - Dra Izabel Andrade, com a finalidade de tratar do assunto para renovação/prorrogação do Convênio existente entre aquela instituição e a Prefeitura Municipal de São José de Ubá.


Aproveitamos a oportunidade para comunicar a todos que a partir de Janeiro de 2017, referido convênio será renovado, e conforme acordado na reunião, não haverá interrupção no atendimento aos usuários ubaenses." - Disse Marcionílio Botelho.


Fonte Blog Messias Lucas.


sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

TSE mantem vereadores sem diploma

Gilmar Mendes afirmou que TRE-RJ deve julgar Mandado de Segurança



Presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes.

Jorge Rangel (PTB), Kellinho (PR), Linda Mara (PTC), Miguelito (PSL), Ozéias (PSDB) e Thiago Virgílio (PTC) continuarão sem seus diplomas, pelo menos por enquanto. Nesta quinta-feira (22), o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, declinou da competência para julgar o Mandado de Segurança impetrado pela defesa dos vereadores eleitos e reeleitos em favor do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ).
Segundo Mendes, que cita a Súmula número 34 do TSE, não cabe ao órgão “processar e julgar Mandado de Segurança contra ato de membro do TRE, mas ao próprio Tribunal Regional”.
Suspeitos de envolvimento no esquema que usou o Cheque Cidadão, programa social da Prefeitura, para compra de votos nas últimas eleições, os seis tiveram sua diplomação suspensa pelo do juiz da 100ª Zona Eleitoral (ZE), Ralph Manhães, no último dia 19, e recorreram ao TRE-RJ. A desembargadora Cristiane de Medeiros Brito Chaves Frota, porém, negou a liminar pleiteada pela defesa.
Caso a decisão não seja reformada por instância superior até o dia 1º de janeiro de 2017, assumirão os suplentes Álvaro Oliveira (SD), Cabo Alonsimar (PTC), Carlos Alberto do Canaã (PTC), Geraldinho de Santa Cruz (PSDB), Joilza Rangel (PSD) e Neném (PTB).

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

O PACOTE DA MALDADE PODERÁ SER VOTADO HOJE 22/12 NA CÂMARA MUNICIPAL DE ITALVA-RJ



ITALVENSES FIQUEM ATENTOS, POIS NESTA QUINTA-FEIRA, 22 DE DEZEMBRO ACONTECERÁ A ÚLTIMA SESSÃO DO ANO NA CÂMARA MUNICIPAL DE ITALVA. OS VEREADORES PODERÃO VOTAR O PACOTE DA MALDADE QUE TANTO O PREFEITO LEOZINHO DO BANCO, QUASE EX PREFEITO TANTO QUER.

ENTENDA O CASO:

O prefeito quase ex, Leozinho do banco enviou à Câmara Municipal de Italva as mensagens 019 e 020 e consecutivos projetos de Lei 736 de 2016 e 737 de 2016.
Na primeira o prefeito quer que os vereadores o autorizem a fazer o parcelamento de débitos do Município de Italva com o Regime Previdenciário, isso quer dizer que o prefeito está inadimplente ou foi incompetente para manter em dia as contribuições dos funcionários, isso sem contar que vem atrasando salário não é de hoje. Se Leozinho conseguir autorização para parcelar a dívida isso significa que ele, Leozinho quer sair livre de deixar dívida e passar o município para a próxima prefeita uma cidade endividada e pior, ninguém sabe qual o valor da dívida e em quantas parcelas e de qual valor será parcelada. Se Leozinho do banco não conseguir o parcelamento da dívida deixada e criada por ele poderá descumprir a LRF, art 31, parágrafo 1º e com isso ficar inelegível por cinco anos, detenção de três meses a três anos, entre tantas outras infrações e penalidades. Será justo Leozinho para “livrar sua pele” endividar Italva impedindo que o novo governo governe?
Na segunda, o prefeito Leozinho que tentou fazer de Italva a Sucupira dos tempos modernos quer que os vereadores o autorizem a protestar em Cartório dos devedores do Município de Italva, isso significa que, se um contribuinte está na Dívida Ativa municipal quer seja porque deve IPTU ou outra fonte qualquer ai com isso esse contribuinte não vai mais poder comprar um liquidificador por exemplo à prazo. Que vergonha prefeito quase ex, Leozinho! No apagar das luzes tramar contra o povo italvense. Será que o prefeito está tão revoltado por ter sido tão mal votado na sua tentativa vergonhosa de reeleição?


O fato é que o destino de Italva pelos próximos quatro anos está nas mãos dos atuais vereadores que ao que tudo indica votarão  na próxima terça-feira dia 20 de dezembro as matérias do prefeito. Se aprovadas os vereadores aceitam que cada devedor possa ser negativado em Cartório e fique impedido de comprar qualquer coisa a qualquer valor financiado e também que sabe-se lá em quantas parcelas e de qual valor a próxima prefeita pague a conta de Leozinho por anos a anos. Com a palavra os senhores vereadores da Terra do Quibe...


CAMINHÃO LIXO DA PREFEITURA DE CARDOSO MOREIRA ACABA COMBUSTÍVEL NA RUA RECOLHENDO O LIXO!



Nesta quarta-feira, pela manhã o caminhão da Prefeitura  que recolhe o lixo no Município de Cardoso Moreira-RJ,  acabou o combustível  exatamente quando estava recolhendo o lixo.

Todo Prefeito quando é empossado é para governar  por quatro anos, quer dizer do primeiro ao último dia, mas estamos observando nos últimos dias que muitos Prefeitos abandonaram suas Cidades após saírem derrotados das eleições.

O auge hoje do descaso foi a falta de combustível num caminhão de lixo em Cardoso Moreira.


Com salários parcelados, servidores planejam protesto contra a ‘Ceia da Miséria’

O Movimento cobra do governo que reveja o calendário previsto para o pagamento de boa parte do funcionalismo




Depois do ato desta terça-feira realizado em frente à Assembleia Legislativa (Alerj), o Movimento Unificado dos Servidores planeja novo protesto contra o parcelamento do salário de novembro. A ideia é fazer a “Ceia da Miséria”, na sexta-feira, dia 23, no Largo do Machado. Serão servidos aos presentes pão e água. A ideia é sair em caminhada em direção ao Palácio Guanabara, em Laranjeiras.
O Movimento cobra do governo que reveja o calendário previsto para o pagamento de boa parte do funcionalismo. A previsão anunciada na última sexta-feira é de pagamento em nove parcelas. Apenas duas serão depositadas em 2016. O restante será quitado em janeiro de 2017.
Veja o calendário anunciado pelo governo do Rio:
23/12/2016 R$ 370
29/12/2016 R$ 270
03/01/2017 R$ 250
05/01/2017 R$ 350
09/01/2017 R$ 500
11/01/2017 R$ 350
12/01/2017 R$ 2.900
13/01/2017 R$ 1.300
17/01/2017 Restante

Cardoso Moreira será a casa do Roxinho durante o Carioca 2017

Imagem: reprodução da Internet | Folha da Manhã
O Campos Atlético Associação não mandará mais seus jogos no estádio Ary de Oliveira e Souza durante a primeira fase da Série A do Campeonato Estadual de 2017. Em nota oficial divulgada no final da tarde desta segunda, o presidente Márcio Reinaldo divulgou que a casa do Roxinho será o Antônio Ferreira de Medeiros, em Cardoso Moreira, onde o clube conquistou em junho o título da Taça Corcovado, segundo turno da Série B.
O estádio do Cardoso Moreira foi a segunda opção apresentada pelo Campos à Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj). A primeira foi o Aryzão, que está passando por reformas para atender às exigências da Ferj. De acordo com a nota, não há tempo hábil para conseguir a liberação do estádio do Goytacaz antes da “Seletiva”, prevista para começar no dia 11 de janeiro. Até o momento, foram feitas apenas a reforma do gramado, com recursos dos clubes, e a recuperação dos bancos de reservas, em parceria com uma das patrocinadoras do Roxinho.
“O Alvianil (Goytacaz) já adotou as providências quanto ao que lhe incumbia; mas, infelizmente, ainda não foi possível ao Roxinho obter os recursos e patrocínios para que as exigências e reformas fossem cumpridas para liberação dos laudos técnicos legais”, diz um trecho da nota.
Entre os fatores listados que causaram o atraso da reforma, estão as crises econômica e política, a mudança de regulamento da Série A e a redução do valor previsto da cota de TV. Se passar da primeira fase, além do Ary de Oliveira e Souza e do Antônio Ferreira de Medeiros, o Campos também poderá atuar como mandante no estádio Lourival Gomes de Almeida, do Sampaio Correia, que foi apresentado como terceira opção.
“Fica o apelo à sensibilidade dos empresários campistas e dos atores políticos da região para que junte força conosco para que criemos condições para manter o futebol campista no status que merece, não somente para Campos Atlético, mas também para Goytacaz e Americano e ainda para retorno do Rio Branco, pois o sucesso de um é o de todos, é o sucesso da cidade, e unidos viraremos o jogo. Saudações Roxas!”, finalizou Marcio Reinaldo na nota.
No segundo jogo-treino, uma goleada na nova casa
No último sábado (17), o elenco do Campos atuou no estádio Antônio Ferreira de Medeiros, mas como visitante. O compromisso foi um jogo-treino contra o Cardoso Moreira, vencido com facilidade pelo Roxinho, por 7 a 1. O destaque da partida foi o atacante Elton, um dos 16 reforços para a próxima temporada, que marcou dois gols. Os outros foram feitos por Leandro, Nélio e Emerson Bacas, além de dois contra.
Este foi o segundo jogo-treino dos comandados do técnico Rafael Soriano na pré-temporada. Na quarta-feira (14), o Campos já havia goleado o sub-20 do Itaperuna por 6 a 0, em Donana.  Um novo jogo-treino está marcado para quinta-feira (22), contra o Tombense, no estádio Antônio Guimarães de Almeida, o Almeidão, em Tombos-MG.
Folha da Manhã (Matheus Berriel)

Prefeitos eleitos do Norte Fluminense: dificuldades para a transição de governo

Transição junto às equipes dos atuais gestores e a falta de pleno acesso a todas as informações



Prefeitos eleitos do Norte Fluminense tem encontrado dificuldades em fazer a transição administrativa junto às equipes dos atuais gestores, que reclamam da falta de pleno acesso a todas as informações, inclusive contratos e contas bancárias, bem como arquivos e computadores.

Até o fim de 2016, prefeitos devem prestar aos futuros gestores informações sobre a administração que ele vai deixar. A prática, apesar de essencial para a cidade, nem sempre é executada.
Em Carapebus, a equipe de transição da prefeita eleita Christiane Cordeiro (PP) não consegue se entender com os secretários e assessores do atual prefeito Amaro Fernandes.
Segundo assessores da prefeita eleita, as três reuniões não foram satisfatórias porque não houve acesso a informações importantes, inclusive contratos que foram aditivados pela atual administração.
“Eles alegam até que a transição não é obrigação porque não e consta na Lei Orgânica do Município”, disse o vereador Renato Silva (PSB).
Mas o que causou mesmo repercussão na cidade nos últimos dias foi a informação de que a prefeitura não dispunha de recursos para o pagamento do 13º salário na data prevista em lei, terça-feira, dia 20 deste mês. O quadro de penúria do município foi mencionado em matéria do jornal O Globo sobre a situação de 33 prefeituras fluminenses que não tem como pagar o benefício este ano.
Diante desta possibilidade, o Sindicato dos Servidores Municipais de Carapebus ingressou com uma ação civil pública para garantir os direitos dos trabalhadores. A juíza Márcia Regina Sales de Souza deferiu a tutela antecipada na ação movida pelo sindicato, obrigando o atual prefeito a efetuar o pagamento, sob pena de multa diária de R$ 10 mil.
Em Campos, integrantes da equipe do prefeito eleito Rafael Diniz  reclamam da falta de acesso  a algumas informações vitais para o planejamento de 2017.
Em Quissamã, tão logo foi eleita, a prefeita Fátima Pacheco (PTN) procurou o atual prefeito Nilton Furinga para tratar da transição, não havendo maiores dificuldades.
Em São João da Barra, o atual prefeito Neco (PMDB) inicialmente ignorou a solicitação para a transição formalizada pela prefeita eleita Carla Machado (PP). No entanto, a prefeita ingressou com um mandado de segurança que resultou numa decisão judicial que obrigou o atual gestor a responder os questionamentos protocolados por sua equipe.
ESPIRITO REPUBLICANO – Na liminar concedida pelo juiz Paulo Maurício Simões Filho, o magistrado destacou, entre outros pontos, que “a negativa de acesso às informações solicitadas configura não só falta de espírito republicano e de cuidado com a coisa pública, mas principalmente desprezo a toda população de São João da Barra que em última medida será a verdadeira prejudicada”.
Há também pedras no caminho dos futuros gestores de São Francisco de Itabapoana e São Fidélis, onde Francimara Barbosa Lemos (PSB) e Amarildo do Hospital (PR).
Em São Francisco, o prefeito Pedrinho Cherene (PMDB) anunciou no último dia 29 a equipe de transição. No entanto, os assessores de ambos os lados não se entenderam após algumas reuniões. Logo depois, Pedrinho divulgou nota oficial marcando uma reunião com a prefeita eleita, mas Francimara alegou que havia assumido outros compromissos e não compareceu ao encontro.
OBRIGAÇÕES DO GESTOR – Entre algumas obrigações do gestor que deixa a prefeitura para o sucessor, a legislação eleitoral proíbe a contratação de servidores durante a campanha.
A Lei de Responsabilidade Fiscal também veda medidas que aumentem gastos fora do Orçamento já aprovado, assim como contrair novas despesas sem ter dinheiro em conta corrente para quitação. Já a lei complementar número 131 acrescentou normas à lei anterior para obrigar a administração a fornecer em tempo real dados das receitas e das despesas.
O gestor que descumpre essas leis fica sujeito a ações por improbidade administrativa, que prevê punições como perda da função pública (ou seja, direito de ocupar cargo público), suspensão de direitos políticos (que vai do direito a se candidatar ao de votar) e pagamento de multa.
Segundo a advogada Elena Garrido, consultora da Confederação Nacional dos Municipios (CNM), cada vez mais prefeitos estão cientes da importância da transição. “A ausência de leis locais, no entanto, ainda causa episódios em que o gestor se nega a executar esse processo. Nesses casos, o prefeito eleito precisa acionar a Justiça”, aconselha.
Fonte Campos 24 hs

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Rafael Diniz e 19 vereadores são diplomados; seis eleitos ficam de fora

Justiça suspendeu diplomação de réus do caso Cheque Cidadão





Um oficial de Justiça acompanhado por agentes da Polícia Federal chegou ao Teatro Trianon, no final da tarde desta segunda-feira(19), para dar ciência a seis vereadores eleitos que eles não serão diplomados na noite desta segunda-feira(19) por decisão judicial.  São vereadores que figuram como réus no processo do caso Cheque Cidadão. Assim, somente 19 dos 25 eleitos e seus respectivos suplentes foram diplomados.

O prefeito Rafael Diniz(PPS) e sua vice Conceição Santana foram diplomados, assim como os vereadores eleitos: Abu(PPS), Alvaro Cesar(PRTB), Cecília Ribeiro Gomes(PTdoB), Claudio Andrade(PSDC), Abdu Neme(PR), Enock Amaral(PHS), Fred Machado(PPS), Genásio(PSC), Igor Pereira(PSB), Jorge Magal(PSD), Jorge Virgilio(PRP), José Carlos(PSDC), Marcão(REDE), Marcelo Perfil(PHS), Pastor Vanderly Mello(PRB), Roberto Pinto(PTC), Silvinho Martins(PRP), Thiago Ferrugem(PR) e Vinicius Madureira(PRP).
“As  mudanças começam dentro de nós e esse foi o espírito da nossa linda caminhada vitoriosa. Nossa vitória começou dentro de cada campista que sonhava com liberdade e se espalhou pelos quatro cantos da cidade. E as mudanças estão só começando”, disse Rafael Diniz ao ser diplomado, acrescentando que:  “Dessa vez, esse diploma não vai ser entregue a nenhuma figura que se acha dona dessa cidade. Esse diploma hoje será entregue a verdadeira dona que é a população campista”.
“Devemos pensar que a nossa democracia trará novas mudanças e a gente deve se preparar para isso. É possível que o momento histórico esteja nos sinalizando para uma participação popular mais direta e eficiente”, afirmou o juiz eleitoral Heitor Campinho, da 76ª Zona Eleitoral, que presidiu os trabalhos da diplomação.
Os seis vereadores eleitos que não foram diplomados são:  Miguelito (PSL), Ozéias (PSDB), Thiago Virgílio (PTC), Linda Mara (PTC), Kellinho (PR)  e Jorge Rangel (PTB). A decisão é do juiz Ralph Manhães, da 100ª Zona Eleitoral.
Os seis vereadores compareceram à cerimônia, mas tomaram ciência da decisão através do oficial de Justiça.  A suspensão da diplomação vale até que sejam proferidas as sentenças nas Ações de Investigação Judicial Eleitoral (AIJEs) do caso Cheque Cidadão, em que são acusados de utilizar o programa social para compra de votos.
55,19% dos votos
O vereador Rafael Diniz(PPS) foi eleito prefeito no primeiro turno com 151.462 votos, ou seja, 55,19% dos votos válidos. Neto do ex-prefeito Zezé Barbosa e filho do ex-deputado e professor Sérgio Diniz, Rafael prega um governo de diálogo.
Fonte Campos 24 hs

LEOZINHO DO BANCO PREPARA DOIS PRESENTES DE NATAL PARA O POVO DE ITALVA-RJ

Prefeito de Italva Leozinho muito sorridente

O prefeito quase ex, Leozinho do banco enviou à Câmara Municipal de Italva as mensagens 019 e 020 e consecutivos projetos de Lei 736 de 2016 e 737 de 2016.

Na primeira o prefeito quer que os vereadores o autorizem a fazer o parcelamento de débitos do Município de Italva com o Regime Previdenciário, isso quer dizer que o prefeito está inadimplente ou foi incompetente para manter em dia as contribuições dos funcionários, isso sem contar que vem atrasando salário não é de hoje. Se Leozinho conseguir autorização para parcelar a dívida isso significa que ele, Leozinho quer sair livre de deixar dívida e passar o município para a próxima prefeita uma cidade endividada e pior, ninguém sabe qual o valor da dívida e em quantas parcelas e de qual valor será parcelada. Se Leozinho do banco não conseguir o parcelamento da dívida deixada e criada por ele poderá descumprir a LRF, art 31, parágrafo 1º e com isso ficar inelegível por cinco anos, detenção de três meses a três anos, entre tantas outras infrações e penalidades. Será justo Leozinho para “livrar sua pele” endividar Italva impedindo que o novo governo governe?

Na segunda, o prefeito Leozinho que tentou fazer de Italva a Sucupira dos tempos modernos quer que os vereadores o autorizem a protestar em Cartório dos devedores do Município de Italva, isso significa que, se um contribuinte está na Dívida Ativa municipal quer seja porque deve IPTU ou outra fonte qualquer ai com isso esse contribuinte não vai mais poder comprar um liquidificador por exemplo à prazo. Que vergonha prefeito quase ex, Leozinho! No apagar das luzes tramar contra o povo italvense. Será que o prefeito está tão revoltado por ter sido tão mal votado na sua tentativa vergonhosa de reeleição?

O fato é que o destino de Italva pelos próximos quatro anos está nas mãos dos atuais vereadores que ao que tudo indica votarão  na próxima terça-feira dia 20 de dezembro as matérias do prefeito. Se aprovadas os vereadores aceitam que cada devedor possa ser negativado em Cartório e fique impedido de comprar qualquer coisa a qualquer valor financiado e também que sabe-se lá em quantas parcelas e de qual valor a próxima prefeita pague a conta de Leozinho por anos a anos. Com a palavra os senhores vereadores da Terra do Quibe...